Domingo, 26 de Janeiro de 2020
Brasil

TREINADOR - Acusado de estupro por várias lutadoras

Publicada em 14/10/19 às 13:36h - 9847 visualizações

por Portal de Notícias Rondonia


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Portal de Notícias Rondonia)

Por extra

Duas atletas, promessas do boxe brasileiro, acusam o treinador de grandes estrelas do MMA de estupro. Elas faziam parte do projeto social dos lutadores Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, o Instituto Irmãos Nogueira, que ajuda crianças e adolescentes carentes do Rio através do esporte. Na denúncia exibida ontem no “Fantástico”, as jovens afirmaram que seu algoz é Erivan Ribeiro Conceição, conhecido no mundo das lutas por treinar, entre outros, Anderson Silva, Júnior Cigano, e os irmãos criadores do projeto.

Todas as vezes que eu saía do treino, ele arrumava um jeito de falar que ele iria me levar para casa. E fazia o que ele tinha que fazer. Os estupros, as ameaças, puxava meu cabelo, me xingava — afirmou uma das atletas, que preferiu não se identificar.

A outra aspirante a boxeadora, Camila Borges, lembra que Erivan a obrigou a fazer sexo com ele e sua mulher, Lóren Santana.

Foram os dois. E eu estava sozinha. Eu falei, “vão me matar” — disse Camila, que entrou em depressão: — Era difícil eu pensar no que estava acontecendo. Se eu pensasse eu já queria me matar, me mutilar. Foi o que aconteceu muitas vezes. Meus pais cansaram de me levar para o hospital.

As duas meninas entraram para o projeto em 2013, com 13 e 14 anos. Entre 2015 e 2016, a dupla começou a se destacar — uma delas chegou a ser comparada a Ronda Rousey, ex-campeã do UFC — e foram promovidas à equipe profissional de boxe. Foi quando iniciou o pesadelo: Erivan passou a treiná-las e as ameaçava quando não cediam ao abuso.

Era tudo à base do: “você não vai treinar se você não fizer”. Como se eu não tivesse escolha. Se eu quisesse ir para a seleção, era só aquela forma de eu ir — relembra a vítima: Nunca mais vou conseguir olhar para o esporte sem lembrar do que passei. Sem lembrar das coisas que me falava.

Erivan foi afastado da academia

Além do trauma, Erivan também fez com que as jovens, amigas, rompessem a relação. Tudo para evitar que continuassem confidentes. Só após uma delas voltar a treinar em outra academia é que a amizade foi restabelecida: a dona do lugar já sabia da história de uma delas e, quando percebeu o estresse da outra, principalmente ao fazer certas posições na luta, ligou as situações. As amigas foram juntas à delegacia em fevereiro para prestar queixa.

Erivan foi denunciado pelo Ministério Público do Rio e é réu por assédio sexual em uma das acusações. Em um dos casos, a polícia concluiu que houve estupro de vulnerável e encaminhou o inquérito ao MP-RJ, que ainda analisa o caso. De acordo com a advogada dele, “os fatos narrados não são verdadeiros. Erivan não praticou crime, e a narrativa é precária de provas e fatos concretos”.

Um dos sócios da academia Team Nogueira, Rogério Minotouro disse que Erivan não faz mais parte da empresa.

Camila acredita que ele já tinha tudo planejado.

Ele sabia como começar e como se aprofundar. Ele não começou de uma vez, ele começou com os abusos psicológicos. Até a gente ficar fraca — contou ela.

As vítimas pedem justiça.

Só quero que ele seja preso. Para conseguir viver em paz — disse Camila, que está grávida de uma menina: — Ela vai me fazer esquecer tudo que passei.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (69)9 9918-9254

Visitas: 17705396
Copyright (c) 2020 - Omega Noticias